Busca

Polícia Federal deflagra operação em empresas do grupo JBS em conjunto com a CVM

09-06-2017 - 13:57:11

 

A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira, 9 de junho, operação Tendão de Aquiles, que visa a apurar suposto uso indevido de informações privilegiadas em operações realizadas com ações de emissão da JBS S.A. no mercado financeiro. A ação teve colaboração direta da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e conta com a participação de inspetores e procuradores da autarquia.

A CVM abriu uma série de inquéritos e procedimentos investigativos contra a JBS após as notícias veiculadas em meados de maio à respeito de delação dos sócios da companhia. A investigação da autarquia apura dois eventos: a venda de ações de emissão da JBS S/A na bolsa de valores, por sua controladora, FB Participações S/A, no final do mês de abril, em período concomitante ao programa de recompra de ações da empresa, reiniciado em fevereiro de 2017; e a compra de contratos futuros de dólar na bolsa de futuros e a termo de dólar no mercado de balcão, entre o final de abril e meados de maio de 2017. Com base nos desdobramentos dessa investigação, detectou-se indícios de que essas operações ocorreram com o uso de informações privilegiadas, gerando vantagens indevidas no mercado de capitais num contexto em quase todos os investidores tiveram prejuízos financeiros.

A Polícia Federal cumpriu três mandados de busca e apreensão e nas empresas do grupo e quatro mandados de condução coercitiva. “Além de caracterizarem fator de elucidação dos fatos sob investigação de ilícitos contra o mercado de capitais, as medidas adotadas evidenciam, uma vez mais, a importância e a crescente efetividade do amplo trabalho conjunto que as duas instituições vêm realizando, respaldado, inclusive, por um produtivo acordo de cooperação que celebraram no ano de 2010”, diz comunicado da CVM. Os investigados poderão ser responsabilizados com penas de 1 a 5 anos de reclusão e multa de até três vezes o valor da vantagem ilícita obtida.


VídeosOnline

Mais lidas de Investidor Institucional em 3 meses

Mais lidas de InvestidorOline em 1 mês